quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Meio adormecido


Aquele que interrompe o simpósio da escória terrena com lágrima monumental.
Não impede que o animal indefeso encontre refúgio às margens do rio.
Da divisão do oito, transforma-me em dez.
Quando nos reunimos, somos um, ou quatro?
Guia-me como o ar que se movimenta suavemente.
Pairando no alto, levando consigo, o amanhã.
Olho para o céu.

Te procuro para me confessar.


Por: Márcio Bender

Créditos da imagem: divulgação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você é o meu Sol (letra de música)

Sempre que você sorri Eu fico muito mais feliz E o meu dia passa A ter mais graça. Eu ia aonde o vento me levasse Igual a uma fol...