Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2015

Outro fragmento de: "O Palácio dos vales", o romance que escrevi

Imagem
-Pode falar parceiro, estou na escuta.
Beto atende o telefone enquanto desce do ônibus que faz a linha Central - Vale dos Reis e segue caminhando às pressas, em direção a outro ponto de ônibus para embarcar no ônibus que já está de saída.
-Beto, estou te aguardando aqui praia do Leme.
Diz Pastor.
-Tranquilo, Pastor. Já estou dentro do ônibus, daqui há alguns minutos *tô brotando por aí. Já é?
-Essa parada, meu parceiro. Viu se alguém te seguiu? Diz Pastor parecendo estar preocupado com algo.
-Qual foi parceiro? Tu tá pensando que eu sou algum otário? *Palmeei tudo antes de dar esse perdido.
-O Hanóy já sabe que eu tenho uns *caôs pra *desenrolar fora da favela. Por isso que eu to tranquilo. Ninguém é maluco de me seguir, rapaz!!
Fique tranquilo, vou até aproveitar que vou aí, na Praia do Leme pra *pagar um pingo nessa água aí.
Já é então parceiro. Pastor fala isso e em seguida finaliza a ligação.
Beto guarda seu telefone no bolso. Ele já se encontra dentro do ônibus, enquanto s…

O orgulhoso de Seropédica (crônica)

Imagem
Estava conversando com um amigo em um barzinho próximo a minha residência, quando de repente surgiu o assunto do cara que ganhou sozinho no bolão (aquele, do jogo da Seleção Brasileira contra a Alemanha na copa do mundo Fifa 2014) aí ele me perguntou o que eu faria se eu ganhasse uma quantia considerável de dinheiro. Lembrei que pouco antes de chegarmos a esse assunto, ele estava reclamando da televisão dele, me disse que, ela é antiga, que não estava nem assistindo aos jogos em sua residência, de tão ruim que ela está.
Então, lembrando disso, falei: cara, se eu ganhasse uma quantia realmente grande de dinheiro, eu lhe presentearia com uma smart tv led da melhor que tivesse à venda no mercado, com 3D, home theater e tudo!
Ele fez uma baita cara de desprezo, olhou sério pra mim e respondeu: de forma alguma eu aceitaria esse presente; sou muito orgulhoso, tudo que possuo, vem do meu suor.
Percebi que ele estava falando sério mesmo!
Mudamos de assunto, continuamos nossa c…

Outro fragmento de "O palácio dos vales", o romance que escrevi

Imagem
-A senhora deseja mais alguma coisa?
Diz a gentil atendente da loja, ao mesmo tempo em que entrega um embrulho de presente.
-Até que eu gostaria de levar aquele óculos, só que hoje não vai dar. Meu dinheiro está curto e tudo nessa loja é muito caro... Diz a  cliente, enquanto recebe o embrulho em suas mãos.
-Moça, de qual óculos que você gostou?
A mulher olha para o lado e vê um belo jovem, muito bem vestido, sorrindo para ela.
Seu sorriso parece o de um anjo.
-Eu te conheço de algum lugar? A mulher pergunta, surpresa.
-Ora, por quê? Responde o rapaz.
-Perdoe-me, é que eu não costumo aceitar presentes de estranhos... Diz isso e em seguida, sai de perto do jovem, em direção à porta de saída da Boutique.
Ele a toca com delicadeza no braço e diz:
-Então tá: posso saber qual é o seu nome?
-Pillar. Responde.
Pois é, Pillar: é que quando ouvi você falar do óculos, eu pensei: esse óculos é realmente lindo. Mas, sem você, por mais lindo que ele seja, ele é apenas um óculos
-Eu também acho que sou linda, o…